Imprimir esta página

Estudo revela crenças e preconceitos à volta dos consumíveis

Lisboa - 27/05/2013

Segundo a Lexmark Internacional, Inc. (NYSE: LXK), empresa especializada em produtos, software, soluções e serviços de impressão e imagem, um maior e melhor conhecimento dos consumíveis das impressoras a laser poderia ajudar as empresas a poupar nos custos associados a este tipo de impressão.

A Lexmark questionou trabalhadores de empresas em toda a Europa sobre o seu conhecimento acerca dos consumíveis e concluiu que o mesmo é baixo.

Três em cada quatro trabalhadores questionados não faz ideia de quantas páginas espera conseguir imprimir com um cartucho de toner. E 84% não sabe quantas páginas pode imprimir após o surgimento da mensagem de aviso de troca do toner.  

No que se refere aos custos de aprovisionamento de impressão, 50% acreditam que quanto mais caro é o toner, maior é o custo de impressão por página e quase três em cada 10 profissionais (28%) pensam que têm de ser eles mesmos a pagar para reciclar um toner vazio.

Quando se fala de qualidade, três quintos pensa que a qualidade de impressão baixa à medida que o cartucho se vai esvaziando.

O estudo destaca os vários preconceitos que os utilizadores têm sobre os consumíveis de impressão a laser, revelando o conhecimento limitado existente no que toca a estes produtos.

No entanto, uma percepção mais aprofundada das capacidades da impressão a laser permitiria aos utilizadores tomar decisões mais informadas acerca dos produtos que compram, assegurando uma melhor performance para o preço pago.

"A nossa pesquisa mostra que muitas pessoas têm pouco conhecimento relativamente ao que podem esperar dos seus consumíveis e muitos preconceitos acerca das capacidades e custos dos mesmos", afirma Nuno Verónica, Supplies Manager da Lexmark Ibérica. "Ainda que algumas destas questões possam ter sido verdade no passado, a tecnologia está a avançar como nunca. O custo por página está a baixar, enquanto o rendimento, a fiabilidade e a sustentabilidade dos produtos está constantemente a aumentar".

Em resposta aos resultados desta pesquisa, a Lexmark indica alguns conselhos relativamente aos mais comuns preconceitos acerca dos consumíveis:

1. A qualidade das impressões diminui à medida que o cartucho esvazia: A qualidade pode diminuir com a maioria dos dispositivos a laser mais comuns, especialmente após o surgimento da mensagem de aviso de troca de toner. Para garantir a qualidade da impressão, será necessário agitar o cartucho uma ou duas vezes. Porém, outros tipos de cartucho com sistema anti-vibração incorporado, como os novos Unison da Lexmark, estão já disponíveis no mercado, garantindo uma alta performance até à última página. São também suficientemente inteligentes para indicar o número exacto de páginas que podem ser impressas com o que resta do toner.

2. Mudar o cartucho logo que surge a mensagem de aviso faz com que se desperdice parte do mesmo: Normalmente, o sensor indica a quantidade de toner e envia uma mensagem a determinado ponto. Se o cartucho for substituído nesta altura, algum toner vai ser desperdiçado. Mas isto não é verdade para todas as impressoras. Além da mensagem de aviso, quando o nível é realmente baixo, novos dispositivos da Lexmark disponibilizam o número estimado de páginas que podem ainda ser impressas, assegurando que não existe desperdício.    

3. As mensagens de aviso são padronizadas e não têm em atenção os hábitos individuais de impressão, tal como a cobertura média por página: Mais uma vez, isto aplica-se à maioria dos dispositivos existentes no mercado. No entanto, existem algumas impressoras como os últimos modelos lançados pela Lexmark que analisam os hábitos de impressão e utilizam esta informação para calcular o número de páginas que ainda podem ser impressas. Isto confere aos utilizadores maior controlo e, em consequência, acrescenta valor.  

4. Quanto mais caro o consumível, maior o custo de impressão por página: Isto é falso. Em geral, o custo por página resulta do preço de mercado do cartucho em associação ao número de páginas impressas indicado. Assim, o número de páginas que podem ser impressas habitualmente sobe mais do que proporcionalmente ao preço. Por outras palavras, pode dizer-se que quanto mais alto o preço do cartucho para um segmento específico, maior o número de páginas impressas que pode ser produzido e mais baixo o custo total por página.

5. O número esperado de páginas que podem ser impressas não pode ser indicado: No passado, isto era verdade. Contudo, alguns dos mais recentes dispositivos disponíveis indentificam com precisão os níveis de toner. Algumas impressoras produzem mensagens de aviso ainda mais detalhadas, bem como contagens decrescentes de páginas, mostrando quantas podem ainda ser produzidas com o que resta do cartucho.

Bases da Pesquisa
A Lexmark inquiriu 664 trabalhadores de empresas de 11 países incluindo Bélgica, França, Alemanha, Itália, Holanda, Polónia, Portugal, África do Sul, Espanha, Suécia e Reino Unido. A pesquisa foi completada em Janeiro de 2013.

Material de Apoio
Infografia “Crenças e Preconceitos à Volta dos Consumíveis”


Sobre a Lexmark

A Lexmark está focada na conexão de informação impressa e digital não estruturada em todas as empresas com processos, aplicações e pessoas que o necessitem. Para mais informação, por favor visitar www.lexmark.com.

Para saber mais sobre a Lexmark, por favor visite www.lexmark.com. Para mais informação sobre a Perceptive Software, por favor visite www.perceptivesoftware.com.

Para saber mais informação sobre a Lexmark, por favor visite a Página da Lexmark no Facebook e siga-nos no Twitter.

Para mais informação sobre a Perceptive Software, por favor visite a Página da Perceptive Software no Facebook e siga-nos no Twitter.

 

Lexmark e Lexmark com o desenho do diamante são marcas registadas da Lexmark International, Inc., registada nos EUA e/ou outros países. Todas as outras marcas registadas são propriedade dos respectivos donos.

Contacto:
Fernando Batista /Ana Luzia – LEWIS PR
+351 213 245 019/ 016
fernando.batista@lewispr.com
ana.luzia@lewispr.com

 

Arquivo

2014 | 2013 |